FCM na mídia

Abril 2017

Março 2017

  • G1 Mato Grosso

    Um estudante de origem humilde de Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, passou para o curso de medicina em quatro universidades públicas do Brasil. Francisco Carlos Specian Júnior, de 19 anos, contou que estudou até 15 horas por dia, durante três anos, até conseguir ser aprovado nas instituições de ensino superior.

    O aluno foi aprovado na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade Federal do Paraná (UFPR) e na Universidade Federal de Campinas (Unicamp).

    O estudante disse que escolheu a Unicamp para estudar medicina. Lá, ele concorreu com 250 candidatos para uma vaga. “Lá conta muito a pesquisa, e eu amo pesquisar, principalmente na área da saúde”, justificou.

Fevereiro 2017

Dezembro 2016

  • O Globo

    O psiquiatra Luís Fernando Tófoli, professor do Departamento de Psicologia Médica e Psiquiatria da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), está interessado na ayahuasca no tratamento do alcoolismo. Ele faz parte de uma equipe multidisciplinar que estuda aspectos farmacológicos, psiquiátricos, neurológicos, botânicos, químicos, toxicológicos dentre outros da ayahuasca. A pesquisa envolve Unicamp, USP, UFRN, Unifesp e Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC, na Bahia).

    — Estamos interessados em aplicações terapêuticas na depressão, na ansiedade e no abuso de substâncias. Ainda estamos na fase de aprendizado. Há muito o que descobrir, mas os testes até agora são positivos — frisa.