Boletim FCM  

FCMunicamp

 


ISSN: 2595-9050

Printer Friendly, PDF & Email

Ano 2018 - Vol. 12 N. 1

expediente

Reitor
Prof. Dr. Marcelo Knobel
Vice Reitora
Profa. Dra. Teresa Dib Zambon Atvars

Diretor da FCM
Prof. Dr. Ivan Felizardo Contrera Toro
Diretor-associado
Prof. Dr. Roberto Teixeira Mendes

Qualidade vida e saúde

Para o senso comum, qualidade de vida é uma ideia que envolve elementos do entorno da vida da pessoa, como conforto, local de moradia, capacidade de consumo, acesso a bens e serviços, hoje cada vez mais mediados pelo mercado.

Entretanto, o conceito qualidade de vida estabelecido para a análise da vivência da pessoa – e que se expressa nas matérias presentes no Boletim da FCM –, procura captar muito mais o bem-estar, o sentimento de situação da pessoa por relação a suas expectativas, em distintos campos que compõe a totalidade da vida.

Contos da existência humana

olho no olho

Saí para caminhar. Atividade saudável e ao mesmo tempo prazerosa. Dia bonito, céu azul, nem muito quente nem muito frio. Inverno com jeito de outono. Desta vez, decidi não levar nosso vira-lata pois evitaria assim os latidos dos outros, aqueles que ficam por trás dos muros, dos portões e das grades. Por que latem tanto? Será por raiva? Mas por que teriam raiva uns dos outros?

A redescoberta da medicina natural de Hildegarda de Bingen, doutora da Igreja do século XII

Em 17 de setembro de 1179, no silêncio do convento de Rupertsberg, falecia a abadessa Hildegarda de Bingen. Tinha 81 anos e sua extensa e laboriosa vida correu quase todo o século XII em múltiplas atividades: teóloga, naturalista, terapeuta, compositora, pregadora, musicista, poeta e dramaturga, superando os limites de sua saúde frágil desde a infância. Seu último ano de vida foi amargurado com a interdição a seu mosteiro de celebrar missa e cânticos sacros, por supostamente ter afrontado uma regra eclesiástica.

Qualidade de vida de idosos cuidadores de idosos com AVC e demência

As mudanças epidemiológicas que acompanham o envelhecimento das populações têm como característica o crescimento da proporção de idosos com doenças crônico-degenerativas. Entre elas estão os acidentes vasculares cerebrais (AVC) e as demências de várias etiologias. Em todo o mundo, os cuidados a idosos dependentes são de responsabilidade quase que exclusiva da família. É uma tarefa desempenhada, majoritariamente, por mulheres, as quais 70% são cônjuges ou filhas dos idosos.