Histórico

                                    

1963 – A Biblioteca da Faculdade de Medicina é a primeira biblioteca da Unicamp, havendo documentos que relatam a sua história desde o segundo semestre de 1963. Seu desenvolvimento inicial acha-se intrinsecamente ligado à origem e ao desenvolvimento da Biblioteca Central. Entre julho e novembro, ocorrem os primeiros pedidos de compras de livros e de revistas técnicas, títulos das áreas básicas do curso médico. Os primeiros livros começam a chegar em fins de 1963 e início de 1964, sendo acomodados na Maternidade de Campinas.

04/12/1963 – Ato do reitor admite Cibeli Martins Domingues para exercer as funções de bibliotecária na Universidade de Campinas. A partir de 4/12/1964, seu contrato é prorrogado como bibliotecária encarregada da Biblioteca Central, atividades que, naqueles anos iniciais da Universidade de Campinas, são exercidas junto à Reitoria e à Faculdade de Medicina.

1969–1970 – Em 1969, o Prof. Dr. Antonio Augusto de Almeida, diretor da Faculdade de Ciências Médicas (FCM), cede livros e revistas da área de Oftalmologia para formar uma biblioteca, aos quais vão sendo acrescidos outros títulos de diferentes especialidades. Este acervo é acomodado em duas estantes em uma pequena sala de 7 metros quadrados ao lado das enfermarias do primeiro andar da Santa Casa. Nessa saleta, também funciona a secretaria da Residência Médica. A sala e o acervo ficam sob a responsabilidade de Marisabel Regina Rodrigues do Amaral, bibliotecária que começa a organizar o material, sistematizando o empréstimo dos títulos catalogados. A evolução deste acervo, ao qual são juntadas outras doações e os livros e as revistas adquiridos pela Universidade a partir de 1969, representa a concretização da ideia da direção da faculdade para o estabelecimento de uma biblioteca da FCM.

24/07/1969 – Data em que começam a ser registrados os livros tombados pela Biblioteca da FCM.

1970–1972 – Biblioteca da FCM muda-se para o sótão do Casarão situado à rua Padre Vieira, 1277, esquina com a rua Benjamin Constant, prédio onde funciona atualmente a Choperia Giovannette do Cambuí.

1972–1986 – Biblioteca da FCM funciona no piso superior do prédio construído para o SAME (corresponde a atual DAME do Hospital das Clínicas, serviço em que ficam guardados os prontuários dos pacientes.) no interior da Santa Casa. Há um contínuo e significativo crescimento do acervo de livros e de periódicos, quer por doação, quer por compra.

 

Entrada da Biblioteca no Prédio do HC.

1973 – É firmado contrato entre a Biblioteca da FCM e a BIREME (Biblioteca Regional de Medicina), marco de um importante relacionamento entre bibliotecas das áreas médicas.                        

05/01/1977 – Primeira reunião da primeira Comissão de Bibliotecas da Faculdade de Ciências Médicas, composta pelos seguintes membros: Prof. Dr. José Lopes de Faria (presidente, Depto. de Anatomia Patológica), Prof. Dr. Nubor Orlando Facure (Depto. de Neurologia); Prof. Dr. Hugo Sabatino (Depto. de Tocoginecologia), Prof. Dr. Luciano de Souza Queiroz (Depto. de Anatomia Patológica), Mariasabel Regina Rodrigues do Amaral (bibliotecária-chefe), Reinaldo Jordão Gusmão (representante do corpo discente). Já se fala em instalar um terminal de computador na biblioteca.

Set. 1984 – Na reunião da Comissão da Biblioteca da FCM discute-se a necessidade de se tentar obter recursos da BIREME, a fim de se utilizar um terminal de computador, acoplado a uma linha telefônica, para levantamento bibliográfico.

01/03/1986– A Diretoria, Secretaria e demais serviços administrativos, incluindo as Comissões da FCM, transferem-se para o Campus Universitário, em prédios vizinhos ao Hospital das Clínicas.

22/04/1986 – Mudança da Biblioteca da FCM, que funcionava no prédio do SAME da Santa Casa, para o Bloco F2, vizinho ao Departamento de Anatomia Patológica e ao saguão da Portaria F2, no interior do Hospital das Clínicas, no Campus Universitário.

05/07/1989 – Inaugurado o atual prédio da Biblioteca Central da Unicamp, que, até então, tivera diferentes endereços, desde o primeiro na Maternidade de Campinas a partir de 1963, até algumas acomodações provisórias no Campus a partir de 1968/1969. A sede anterior da BC situava-se no chamado Barracão, prédio em que funciona, desde 1990, o SIARQ, ao lado do grande restaurante no entorno do ciclo básico da Unicamp.

1993 – É gerada a primeira edição do UNIBIBLI, uma base de dados em CD-ROM dos acervos da Unicamp, USP e UNESP.

15/12/1995 – Inauguração do atual prédio da Biblioteca da FCM, com 1.200 metros de área útil.

Fachada do prédio atual da Biblioteca.

28/06/2012 – Nomeada a nova diretora do serviço de Biblioteca da FCM: Rosana Evangelista Poderoso.