Cia. Segredos apresenta: Stromboli. Amores à beira de um vulcão

Enviado por Camila Delmondes em sex, 10/01/2020 - 14:28

Classificação: Maiores de 14 anos
Ingressos: https://bileto.sympla.com.br/event/63970/d/79344/s/415946

Suzana e Maria Isabel (Bebel) são irmãs. Ambas respectivamente casadas com Frederico (Fred) e Luis Gustavo (LG) que, por sua vez, são patrão e empregado da mesma empresa. Os homens do relacionamento com personalidades bem distintas escondem transtornos emocionais. Fred, um ciumento patológico e perseguidor da esposa e LG, de personalidade narcísica e muito permissivo com “sua” Bebel, que sofre de transtorno bipolar de humor. Suzana e Bebel, vieram de uma educação disfuncional. Suzana somatiza, desde a infância, suas dores emocionais e constantemente se queixa de dores e sintomas diversos, revelando uma sutil hipocondria. Ambas instruídas e profissionais reconhecidas, não escapam da armadilha de um calabouço afetivo que consideram seus casamentos.

Durante um jantar entre os casais, toda dor e cenário de dominação vêm à tona após alguns drinks e uma tensão exasperada no ar.  As irmãs escondem uma da outra seus dramas conjugais, que são revelados durante o jantar. Os maridos, com facetas opostas, tendo a sexualidade em consonância com seus dramas internos, surpreendem ao revelarem sentimentos ocultos em uma explosão, que transita entre a brutalidade e o inusitado. Após uma longa e extenuante noite e um longo período de afastamento, os casais, sem reconhecerem suas patologias, acabam por sucumbir a enorme necessidade, dependência afetiva e interação doentia que mantém um pelo outro.

Considerações dos atores sobre o espetáculo

O ator Iriberti Argenton,, fala da importância de se formar uma Companhia de Teatro em nossa cidade: "Criar e se  manter um grupo de teatro em Campinas é fundamental. Manter a tradição cultural e levar aos palcos temas sobre relacionamentos humanos, para um público carente de bons espetáculo é desafiador e estimulante! O meu personagem "Frederico" de Stromboli tem muita coisa a apresentar para vocês”.

Andréa Wanger fala de seu personagem: ”Bebel é uma mulher expansiva, com personalidade incongruente. Inteligente e estudiosa sobre relacionamentos  afetivos, vive uma vida diferente daquilo que ela mesma defende: Um relacionamento saudável e pautado na felicidade. Ela ensina que,  toda tormenta mental mostra lampejos de lucidez e tenta seguir, mesmo quando tudo parece estar destruído”.

Vítor Santos que interpreta LG fala de sua experiência: "Bem, fui convidado para participar do processo de montagem da peça Stromboli. E estou achando uma experiência fantástica. As pesquisas que foram feitas para a criação das personagens foram essenciais para a formação de cada um. A personagem que irei interpretar, certamente é algo a se pensar e repensar enquanto ator e pessoa. De como isso afeta as pessoas e muitas vezes não é notado. Espero que essa peça seja para reflexão e, é claro, que seja lindo e todos se divirtam muito”.

Para Cecilia Escanhoela, atriz e que se coloca como mulher independente, diz que interpretar Suzana e vivenciar seu drama, tem sido um enorme desafio!  Desafio não menor tem sido, ao mesmo tempo, participar da criação de um grupo de teatro e fazer surgir um espetáculo desde sua concepção de texto, cenário, trilha sonora, coreografia, figurino, etc.

A meu ver, tanto Suzana, como Cecilia, estão, neste momento, empenhadas em dar o seu melhor, comenta Cecília sobre o espetáculo.

“O projeto Stromboli estava em andamento quando fui convidado para dirigir o espetáculo. Inicialmente fiquei um pouco receoso em aceitar o convite de um projeto já em processo de montagem, porém após conhecer a qualidade dos atores e do texto, além da flexibilidade do grupo em aceitar mudanças na direção com o meu olhar, me motivou a aceitara direção.

É um texto rico em informações sobre comportamento, amores patológicos e, trás à tona, a complexidade das relações de forma gradativa e impactante, sempre com pitadas de humor”,  revela Sérgio Vergílio, diretor do espetáculo.

Elenco

Andréa Wanger – Maria Isabel (Bebel)
Cecília Escaonhoela – Suzana
Iriberti Argenton – Frederico
Vítor Santos Luis Gustavo (LG)

Texto – César Póvero

Direção – Sérgio Vergílio

Diretora Assistente – Andrea Wanger

Cenografia – Mariana Escanhoela e Flávia Moraes

Concepção e operação de luz – Caio Magalhães

...

Data

19 de Janeiro de 2020

a partir das 19:00 às 22:00

...

Local

Campinas/Teatro Castro Mendes
Mapa da FCM