Obstetrícia

Diretor da Divisão: Prof. Dr. Renato Passini Júnior

E-mail: obst@caism.unicamp.br

 

O Hospital da Mulher Prof. Dr. José Aristodemo Pinotti - Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM) é uma das instituições médico-hospitalares do complexo ligado à Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). A Divisão de Obstetrícia do CAISM, ligada à Disciplina de Obstetrícia do Departamento de Tocoginecologia da FCM/UNICAMP, que segue uma filosofia de atenção integral à mulher desde sua criação, oferecendo atividades docentes, assistenciais, de extensão e de pesquisa, desenvolvidas em diversos setores:

  1. Centro Obstétrico, onde se realizam os partos, cesáreas e outros procedimentos relacionados à gestante e seu nascituro.
  2.  Pronto Atendimento: unidade de emergência obstétrica (funcionando 24hs), com cerca de 1000 atendimentos/mês
  3. Enfermarias de Alojamento Conjunto e Patologia Obstétrica, com 24 e 20 leitos respectivamente
  4. Ambulatórios obstétricos:
  • Pré-Natal Alto Risco,
  • Pré-Natal Especializado: com as subespecialidades de 

Infecções

Medicina Fetal

Endocrinopatias

Cardiopatias

Hipertensão-Nefropatias

Intercorrências Obstétricas

 

  • Revisão Puerperal Especializada
  • Pré-Natal e Revisão Puerperal de Adolescentes
  • Aborto Recorrente

 

  1. Unidade de Avaliação Perinatal: setor onde se realizam exames de cardiotocografia fetal     ambulatorial para gestantes do CAISM e de apoio para toda a rede de saúde da região.
  2. Unidade de Terapia Intensiva: para cuidados intensivos específicos para pacientes gineco-obstétricas

 

As atividades assistenciais são realizadas por equipes de docentes (9), médicos contratados (9) e 33 residentes de 1º a 3º ano, acompanhados por alunos de Internato (112/ano).

 

A Maternidade do CAISM é campo de aprendizado em serviço para alunos da graduação do curso de Medicina (1º, 3º e 5º anos) e de Enfermagem, para médicos residentes em Tocoginecologia, Anestesia, Pediatria, Infectologia, Cardiologia e Patologia Clínica do 1º ao 3º ano, médicos residentes do Programa de Saúde da Família, de Genética Médica, estagiários médicos, aprimorandos de Serviço Social, Psicologia e Fisioterapia.

 

Na assistência obstétrica, o CAISM serve de referência para partos de baixo risco para unidades de saúde do Distrito Norte de Campinas, além de ser a maternidade de referência secundária para uma micro-região da DRS-7 e a única maternidade terciária para todas as demais maternidades, oferecendo cobertura a uma população de 3.000.000 de habitantes na macro-região.

 

Atendeu a 2.726 partos vaginais e cesáreas, realizou 350 procedimentos cirúrgicos em gestantes, 902 internações clínicas, 10.744 consultas de pré-natal de alto risco e especializado, 878 procedimentos clínicos e 12039 consultas de emergência em 2010. Entre as consultas ambulatoriais, 46,4% foram procedentes de Campinas e apenas 12,4% de outras cidades fora da macro-região da DRS-7.

 

O serviço utiliza, em seu modelo assistencial, manuais técnicos do Ministério da Saúde/Secretaria do Estado da Saúde e FEBRASGO como referências de conduta na assistência ao período periparto, que foram desenvolvidos com forte apoio dos integrantes de seus quadros.

 

Diversos projetos de médio e longo prazo foram implementados no sentido de qualificar o atendimento à parturiente, ao parto e ao recém-nascido e sua família:

 

  1. Durante o pré-natal na instituição, é realizado um programa de ações de apoio à maternidade, com atividades educativas e vivenciais, incluindo visita pré-internação ao Centro Obstétrico, estímulo ao parto vaginal e ao aleitamento natural. Oferece o mesmo programa de visitas prévias para as unidades básicas às quais serve de referência, em visitas pré-agendadas para grupo de 8-10 gestantes.

 

  1. Adota as seguintes rotinas durante o parto:
  • direito a acompanhante de sua escolha no trabalho de parto e parto, vaginal ou cesárea;
  • equipes de obstetrícia, anestesia e neonatologia disponíveis 24hs/dia, 365 dias/ano;
  • uso de métodos não-farmacológicos para alívio da dor (massagens, água quente), além de métodos farmacológicos; 
  • liberdade de decúbito e estímulo à deambulação durante o trabalho de parto; 
  • uso de gelo para alívio da sede no trabalho de parto; 
  • uso de episiotomia seletiva; abolição do enteroclisma; 
  • abolição da tricotomia pubiana completa restrita; 
  • possibilidade de parto em posição semi-sentada, além da posição de litotomia; 
  • vacinação contra rubéola nas puérperas antes da alta hospitalar; 
  • vacinação contra hepatite B, teste para hipotireoidismo e fenilcetonúria (pezinho) e de acuidade auditiva para o recém-nascido; 
  • direito a visitação irrestrita.

 

  1. Recebeu, em dezembro de 2004, o título de Hospital Amigo da Criança. 
  2. Reformou o Centro Obstétrico, para transformá-lo em unidade PPP (pré-parto/parto/puerpério), com algumas salas individuais para as parturientes e seus acompanhantes, com banheiro privativo, cama que se transforma em mesa-cadeira de parto. 
  3. Possui um Sistema de Informações Obstétricas próprio, com entrada de dados on line da gestação ao puerpério, que permite acompanhamento de indicadores de qualidade de assistência obstétrica, incluindo taxa de cesárea por subgrupos, taxa de acompanhante, de analgesia, etc. 

 

A Área de Obstetrícia adota em sua filosofia de trabalho um processo de assistência à mulher grávida, que permeou a implantação do Departamento de Tocoginecologia, sempre voltada para uma ação integral, multi e interdisciplinar, com forte componente preventivo.

 

Foi pioneira desde seus primórdios, na introdução de mudanças que valorizaram a liberdade individual da mulher, na proteção de seus interesses e de seu recém-nascido, como o alojamento conjunto, amamentação precoce e natural, analgesia de parto, cuidados diferenciados de assistência pré-natal e revisionais pós-parto, prevenção continua de câncer ginecológico e mamário. Tem serviços pioneiros como assistência à adolescente grávida, riscos especiais, atendimento a portadora de HIV/AIDS, e Medicina Fetal.

 

Recebeu Prêmio de “Melhor Maternidade do Estado” na opinião das usuárias em 2008, ficando com a 5ª e 3ª colocação nos anos de 2009 e 2010.

 

A integração do modelo aprendizado em serviço, multiprofissional, tem permitido o treinamento e a multiplicação de avanços nos cuidados da mulher e de seu filho, desenvolvendo uma série de linhas de pesquisa, que têm permitido ampla capacitação de recursos humanos especializados não só para a Região Metropolitana de Campinas, mas para todos os estados do país.

 

 

  • Informações complementares:

Contato:

Divisão de Obstetrícia/CAISM/UNICAMP

Rua Alexander Fleming 101

Campinas, CEP 13083-881

Fone/FAX contato: 35219304

Email: obst@caism.unicamp.br 

 

  •  Secretaria:

Conceição Silva Santos

Karla Thaina de Souza

 

 

  • Linhas de pesquisa:

Saúde materna e perinatal

Morbidade e mortalidade materna e perinatal

Preparo e assistência ao parto

Infecções em Obstetrícia

Prematuridade e restrição de crescimento fetal

Diabetes e distúrbios endócrinos na gestação

Hipertensão na gestação

Medicina fetal