Pesquisa avalia potencial biomarcador para o câncer de mama

Enviado por Edimilson Montalti em Tue, 23/04/2019 - 10:03

Tese foi a primeira defendida dentro do Mestrado Profissional em Genética Humana

O câncer de mama é o tipo mais comum de neoplasia entre as mulheres no mundo e tem elevada mortalidade. A maioria dos casos de câncer de mama são esporádicos e entre 10% a 15% ocorrem devido à predisposição hereditária. Uma pesquisa conduzida na Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp buscou avaliar a associação entre o câncer de mama e o polimorfismo rs11614913 em uma amostra de pacientes com diagnóstico de câncer de mama esporádico.

A pesquisa denominada Estudo da importância da inserção da variante rs11614913 no miRNA 196a2 no teste molecular para o câncer de mama esporádico, foi a primeira tese defendida dentro do Programa de Mestrado Profissional em Genética Humana da FCM. A autora da tese é a biomédica Natália Oliveira Belgate e a orientadora é a geneticista Carmen Silvia Bertuzzo.

Pesquisas científicas apontam que micro moléculas de ácido ribonucleico (miRNAs) são importantes nos processos celulares de diferenciação, proliferação e apoptose – morte celular programada. Sabe-se também que alterações em sua expressão estão envolvidas nos processos cancerígenos, podendo atuar como supressores ou ativadores do crescimento de tumores.

“A variante rs11614913 presente no miRNA196a2 vem sendo associado ao aumento de risco ou a proteção contra o câncer de mama. Se houver uma associação desse polimorfismo com câncer de mama esporádico, seria interessante incluí-lo no teste molecular para biomarcadores”, explica Carmen.

Foram incluídas na pesquisa 243 amostras de DNA de mulheres com câncer de mana esporádico e 201 amostras de controles femininos com idade superior a 50 anos, sem histórico de câncer ou casos de câncer de mama e câncer de ovário na família. As amostras foram genotipadas por meio da técnica de RFLP-PCR. As variáveis clínicas incluídas foram àquelas relacionadas ao indivíduo, aos tumores e ao estilo de vida reprodutivo.

De acordo com os resultados, não foi observada diferença entre os grupos de pacientes e controles em relação à ocorrência de câncer de mama esporádico para o polimorfismo rs11614913. Quanto as variáveis clínicas, também não foi encontrada diferença significativa no estudo.

“Os dados obtidos sugerem que não há associação entre o polimorfismo do gene rs11614913 localizado no miR196a2 e o risco de acometimento ou gravidade do câncer de mama”, confirmou Natália.

Programa Mestrado Profissional em Genética Humana

O Programa de Mestrado Profissional em Genética Humana foi criado em 2017 e é voltado a formar profissionais habilitados a exercer funções laboratoriais especializadas no âmbito do diagnóstico molecular e citogenético ou de aconselhamento genético dentro de uma equipe multidisciplinar. Leia mais aqui.