Planes Biblioteca 2016-2020

"O planejamento não diz respeito às decisões futuras, mas às implicações futuras de decisões presentes.”

O planejamento estratégico que foi realizado na Faculdade em fevereiro de 2016 pode e deve ser replicado nas diversas unidades da FCM. Estamos muito felizes que isso esteja acontecendo na Biblioteca, segunda área a realizar seu planejamento estratégico.
A Diretoria da FCM tem muito interesse que esse planejamento estratégico seja construído com muitas pessoas como está acontecendo: docentes, funcionários e alunos. É uma maneira democrática das decisões acontecerem e do futuro ser planejado para termos metas, não só para a biblioteca, mas para todo o complexo da saúde.
A Biblioteca serve mais do que a FCM, ela serve a Faculdade de Enfermagem, a Faculdade de Ciências Farmacêuticas e as demais áreas da universidade de uma maneira indireta. Como sonho da Faculdade, gostaríamos que a Biblioteca pensasse bastante na modificação de seus objetivos.
A Biblioteca tem um papel aglutinador, sendo um local de encontros, de acolhimento, de aprendizado. Precisamos incentivar o nosso aluno, nosso pesquisador, nosso residente a ter vontade de vir na biblioteca; precisamos cativá-lo, seja com cursos, seja com ambiente tranquilo para estudar, seja com ferramentas que estejam precisando. Precisamos atrair nossos usuários.
Estamos passando por uma transformação na formação da faculdade, onde cada vez mais ingressam alunos com condição socioeconômica desfavorável, sendo a Biblioteca um local que oferecerá o que alguns alunos fazem em sua própria casa, como acesso a computadores, local tranquilo para estudar, com ampliação do horário de atendimento.
Uma das prioridades será melhorar a iluminação da área externa da biblioteca para aumentar a segurança.
Queremos que esta biblioteca seja muito viva e ativa

Ivan Felizardo Contrera Toro 
Diretor da Faculdade de Ciências Médicas
    Roberto Teixeira Mendes
    Diretor Associado da Faculdade de Ciências Médicas
 

 

É uma satisfação muito grande ter a presença de todos os colegas no Planejamento Estratégico da Biblioteca da FCM (Planes Biblioteca FCM 2016-2020), contar com o apoio da diretoria da Faculdade e ver o entusiasmo da gestão da Biblioteca da FCM e da gestão do SBU (Sistema de Bibliotecas da Unicamp) com este trabalho.
Este Planes Biblioteca FCM 2016-2020 foi formulado em harmonia com diversas iniciativas institucionais. Temos como objetivo estar em consonância com o Planejamento Estratégico da FCM 2016-2020 e com o Planejamento Estratégico do SBU. A Biblioteca da FCM integra o SBU, e, tem especificidades características da área da saúde, mantendo consonância com as diretrizes dos cursos de medicina e fonoaudiologia da FCM e, também, da Faculdade de Enfermagem e Faculdade de Ciências Farmacêuticas.
As bibliotecas estão vivendo tempos de mudança globalmente, com uma rápida transição do suporte físico para o suporte digital da informação. O acesso virtual às informações permite que a biblioteca esteja ao alcance dos usuários em diversos locais e em quaisquer momentos do dia ou da noite. Estas mudanças têm exigido adaptação de recursos humanos e materiais para atender às crescentes demandas.
Dentro deste referencial nosso empenho está em conciliar a implantação das novas tendências em biblioteconomia com o cotidiano intenso que segue demonstrado por meio de alguns números. Em 2015, a Biblioteca FCM foi a segunda biblioteca maior em quantidade de empréstimos de livro no suporte físico. Tivemos 3.000 consultas locais de periódicos e 23.000 livros emprestados com um fluxo de 30.000 pessoas no prédio. Neste período foram atendidas 1.979 solicitações de artigos científicos.
Produzimos 372 fichas catalográficas de teses defendidas na Faculdade, maior produção dentre as bibliotecas do sistema. Quanto ao acesso à Biblioteca Digital, os documentos digitais da FCM foram acessados 1.674.584 vezes e novamente neste quesito, a Biblioteca da FCM foi a mais acessada, porém agora no âmbito digital.
As transformações estão expandindo a complexidade do cotidiano das bibliotecas universitárias que estão repensando o seu papel, a utilização de seus espaços físicos, as competências de seus profissionais, a gestão do acervo físico e do digital, a capacitação dos usuários para filtrar e hierarquizar a imensidão de informação física e digital disponível, as formas de publicação dos trabalhos científicos acadêmicos, dentre outras.
As bibliotecas atualmente são local de encontro para estudo, para reflexão, para debate de ideias e, também, local de experimentação de novas ideias e iniciativas.
Especificamente sobre a qualidade de informação em saúde, há um reflexo no cuidado da saúde humana. Observamos a adesão crescente dos profissionais de saúde às práticas da saúde baseada em evidências, que está democratizando o conhecimento em saúde, contribuindo para uma atualização constante de todos os profissionais.
A democratização da informação é uma tendência da sociedade moderna, na qual o setor público desempenha papel fundamental. As bibliotecas da Unicamp se beneficiam do apoio do poder público para o completo desempenho de sua missão.
Este Relatório do Planes Biblioteca FCM 2016-2020 mostra que temos muito por fazer. Com a confiança de que uma parte importante do universo discutido e apresentado será realizada por meio dos projetos propostos, agradecemos a todos pelo empenho.

 

Marcos Tadeu Nolasco da Silva
Prof. Dr. Coordenador da Comissão de Biblioteca - FCM
    Rosana Evangelista Poderoso
    Diretora da Biblioteca - FCM

 

 

O logotipo do Planes FCM é composto pelas cores verde da FCM e preto e vermelho da Unicamp. Sua forma nos remete à imagem de um grande abraço o que nos leva a refletir sobre a integração dos nossos objetivos com os da universidade.

 
 
 
 
 

Visão de futuro

“Ser um centro capaz de auxiliar a busca e a produção de conhecimento, contribuindo para a formação profissional de excelência, na área da saúde, tendo como meta gerar produtos que resultem em benefícios à sociedade."

Ocupação

“Informação em saúde"

 

Missão

“Organizar e disseminar informação para satisfazer as necessidades informacionais dos usuários da área da saúde no suporte às atividades de ensino, pesquisa e extensão."

 

     

Princípios e valores

  • Conduta ética
  • Capacidade de interpretação das necessidades dos usuários
  • Responsabilidade social e ambiental
  • Inclusão social e respeito à diversidade
  • Gratuidade na oferta dos serviços
  • Equidade
  • Cooperação
  • Inovação
 

Usuários

  • Docentes
  • Discentes
  • Funcionários
  • Pesquisadores
  • Usuários de programas e projetos de extensão
  • Pessoas que mantenham vínculo com a Universidade
  • Instituições afins e congêneres
  • Comunidade externa em geral