Qualificações e Defesas

Nenhum resultado encontrado

MASSA ÓSSEA DE MULHERES COM INSUFICIÊNCIA OVARIANA PREMATURA: UM ESTUDO COMPARATIVO ENTRE TERAPIA HORMONAL E CONTRACEPTIVO ORAL COMBINADO

Candidato(a): Lívia Barcellos Carvalho Gazarra Orientador(a): Cristina Laguna Benetti Pinto
Mestrado em Tocoginecologia
Apresentação de Defesa Data: 26/08/2020, 14:00 hrs. Local: Integralmente à distância por meio do link: (a ser disponibilizado).
Veja mais / Fechar
Banca avaliadora
Titulares
Cristina Laguna Benetti Pinto - Presidente
Ana Carolina Japur de Sá Rosa e Silva
Lucia Helena Simoes Da Costa Paiva
Suplentes
Gustavo Arantes Rosa Maciel
Luiz Francisco Cintra Baccaro

Resumo


Introdução: Mulheres com insuficiência ovariana prematura (IOP) tornam-se deficientes em estrogênio, com perda da atividade ovariana antes dos 40 anos de idade. O hipoestrogenismo resulta em aumento da remodelação óssea, aumento da atividade osteoclástica e redução da densidade mineral óssea. Mulheres com IOP utilizam terapia hormonal (TH) por tempo prolongado. O contraceptivo oral combinado (COC) pode ser uma opção bem aceita, porém pouco avaliada com relação à sua ação sobre a massa óssea. Objetivo: Avaliar o efeito do contraceptivo hormonal oral combinado sobre a densidade mineral óssea (DMO) de mulheres com IOP. Métodos: Estudo de coorte retrospectiva, observacional, com inclusão de mulheres com IOP que realizaram densitometria com intervalo de 2 ±1 anos atendidas no ambulatório de ginecologia endócrina do Departamento de Tocoginecologia da Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Estadual de Campinas, Unicamp. Para cada par de densitometrias, calculou-se a diferença entre valores de DMO final e inicial (delta) para coluna lombar, fêmur total, colo do fêmur. Os deltas foram agrupados por tratamento para análise: grupo COC (etinilestradiol 30 mcg associado a levonorgestrel, uso contínuo), comparado a: grupo TH de menor dose (TH contendo estrogênio conjugado (EC) 0,625 mg contínuo associado a medroxiprogesterona, ou estradiol (E2) 1 mg contínuo associado a noretisterona), grupo TH de maior dose (TH contendo EC 1,25 mg contínuo associado a medroxiprogesterona ou E2 2 mg contínuo associado a noretisterona), grupo tibolona (2,5 mg diariamente) e grupo sem TH. Para análise do efeito dos tratamentos sobre a DMO ao longo do tempo utilizou-se Equações de Estimação Generalizada - Generalized Estimating Equations (GEE), com variáveis sem distribuição normal transformadas em postos (ranks). Resultados: Foram analisadas 420 densitometrias de mulheres com IOP com média de idade de 30,5 ± 9,27 anos, IMC 24,9 ± 5,02, resultando em 210 intervalos de densitometrias para análise dos efeitos dos tratamentos. No Grupo COC houve ganho de massa óssea na coluna lombar e fêmur total, resultado semelhante ao obtido para o tratamento TH maior dose. Na coluna lombar, houve perda da DMO nos grupos que não utilizaram TH, TH menor dose e tibolona. Para o fêmur total, verificou-se redução na DMO no Grupo de TH menor dose. Para o colo do fêmur, a DMO reduziu em todos os grupos, exceto para as mulheres que utilizaram tibolona, que eram em pequeno número. Considerando o resultado obtido nas mulheres do Grupo COC como referência, observou-se perda de DMO na coluna lombar nos Grupos sem TH (p<0,001), TH menor dose (p<0,001) e tibolona (p= 0,026), além de redução no fêmur total nos Grupos sem TH (p= 0,014), menor dose (p<0,001) e maior dose (p= 0,038). Para colo do fêmur não houve diferença nos resultados obtidos para todos os tipos de tratamento. Conclusão: O COC contendo 30 mcg de etinilestradiol usado continuamente mostrou-se superior ao uso de TH contendo menor dose estrogênica e similar ao uso de TH contendo maior dose estrogênica na preservação da massa óssea, podendo ser considerado uma alternativa para reposição hormonal de mulheres com IOP.

Insuficiência ovariana prematura, contraceptivo oral combinado, densidade mineral óssea, terapia hormonal, massa óssea.

Candidato(a): Helena Slongo Orientador(a): Cassia Raquel Teatin Juliato
Mestrado em Tocoginecologia
Apresentação de Qualificação Data: 27/08/2020, 10:00 hrs. Local: Videoconferência
Veja mais / Fechar
Banca avaliadora
Titulares
Cassia Raquel Teatin Juliato - Presidente
Luiz Gustavo Oliveira Brito
Lucia Helena Simoes Da Costa Paiva
Suplentes
Daniela Angerame Yela Gomes

Candidato(a): Isabella Salvetti Valente Orientador(a): Maria Laura Costa Do Nascimento
Mestrado em Tocoginecologia
Apresentação de Qualificação Data: 27/08/2020, 14:00 hrs. Local: online
Veja mais / Fechar
Banca avaliadora
Titulares
Maria Laura Costa Do Nascimento - Presidente
Renato Teixeira Souza- Hospital da Mulher Prof. Dr. José Aristodemo Pinotti - CAISM/UNICAMP
Fernanda Garanhani De Castro Surita
Renato Teixeira Souza
Suplentes
Marcelo Luís Nomura - Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher - UNICAMP

Candidato(a): Marta Pereira Cholas Orientador(a): Maria Cândida Ribeiro Parisi
Mestrado em Clínica Médica
Apresentação de Qualificação Data: 27/08/2020, 14:00 hrs. Local: Google Meet
Veja mais / Fechar
Banca avaliadora
Titulares
Angelica Maria Bicudo - Presidente
Gustavo Tenorio Cunha
Daniele Pompei Sacardo
Suplentes
Rubens Bedrikow

Candidato(a): Juliana Lenzi Orientador(a): André Deeke Sasse
Mestrado em Clínica Médica
Apresentação de Qualificação Data: 28/08/2020, 09:00 hrs. Local: meet.google.com/bdz-pzco-okv
Veja mais / Fechar
Banca avaliadora
Titulares
Carmen Silvia Passos Lima - Presidente
Susana Oliveira Botelho Ramalho- Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher - UNICAMP
Ilka De Fatima Santana Ferreira Boin
Suplentes
Celso Dario Ramos