Qualificações e Defesas

Resultados obtidos

Candidato(a): Lívia Barcellos Carvalho Orientador(a): Cristina Laguna Benetti Pinto
Mestrado em Tocoginecologia
Apresentação de Qualificação Data: 16/06/2020, 14:00 hrs. Local: Plataforma digital - qualificação inteiramente online
Veja mais / Fechar
Banca(s) avaliadora(s)
Apresentação de Qualificação
Titulares
Cristina Laguna Benetti Pinto - Presidente
Luiz Francisco Cintra Baccaro
Lucia Helena Simoes Da Costa Paiva
Suplentes
Cassia Raquel Teatin Juliato

Candidato(a): Verônica Cardoso Massarolo Orientador(a): Rodolfo De Carvalho Pacagnella
Mestrado em Tocoginecologia
Apresentação de Qualificação Data: 04/06/2020, 09:00 hrs. Local: Integralmente por videoconferência
Veja mais / Fechar
Banca avaliadora
Titulares
Rodolfo De Carvalho Pacagnella - Presidente
Amilton Dos Santos Junior
Belmiro Goncalves Pereira
Suplentes
Anderson Pinheiro - Faculdade de Ciências Médicas - Universidade Estadual de Campinas

Candidato(a): Camila Paula Munhoz Aguirre Orientador(a): Maria Angela Bellomo Brandao
Mestrado em Saúde da Criança e do Adolescente
Apresentação de Qualificação Data: 04/06/2020, 10:00 hrs. Local: Integralmente à Distância - Google Meet
Veja mais / Fechar
Banca avaliadora
Titulares
Maria Angela Bellomo Brandao - Presidente
Adriana Gut Lopes Riccetto
Monica Aparecida Pessoto
Suplentes
Maria de Fátima Corrêa Pimenta Servidoni - Universidade Estadual de Campinas

Candidato(a): Jamil Miguel Neto Orientador(a): Jose Paulo Cabral De Vasconcellos
Mestrado em Ciências Médicas
Apresentação de Qualificação Data: 08/06/2020, 14:30 hrs. Local: Integralmente à distância
Veja mais / Fechar
Banca avaliadora
Titulares
Mônica de Cássia Alves de Paula - Presidente
FCM-UNICAMP- FCM-UNICAMP
Sueli Matilde da Silva Costa- Centro de Biologia Molecular e Engenharia Genética - UNICAMP
Edi Lucia Sartorato
Suplentes
Renata Ferreira Magalhaes
Mara Sanches Guaragna - Centro de Biologia Molecular e Engenharia Genética - UNICAMP

“PROCESSAMENTO AUDITIVO CENTRAL: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO NO CONTEXTO ESCOLAR”

Candidato(a): Samantha Dayane Camargo Brito Plotegher Orientador(a): Maria Isabel Ramos Do Amaral
Mestrado em Saúde, Interdisciplinaridade e Reabilitação
Apresentação de Defesa Data: 09/06/2020, 10:00 hrs. Local: Anfiteatro da Pós Graduação da Faculdade de Ciências Médicas
Veja mais / Fechar
Banca avaliadora
Titulares
Maria Isabel Ramos Do Amaral - Presidente
Fátima Cristina Alves Branco Barreiro
Maria Francisca Colella Dos Santos
Suplentes
Daniela Gil
Maria Cecilia Marconi Pinheiro Lima

Resumo


Introdução: Uma vez triado e confirmado o diagnóstico do TPAC, a intervenção faz-se necessária e pode ser feita a partir do treinamento auditivo (TA), associado ou não com atividades voltadas para aspectos da linguagem. Poucos estudos apresentam propostas de intervenção, em parceria com a escola, com base na relação entre os mecanismos auditivos e os processos de aprendizagem, especialmente da leitura e escrita. Objetivo: Propor a realização de um trabalho fonoaudiológico baseado nos eixos da reabilitação e da promoção da saúde, sendo o primeiro na elaboração e aplicação de um programa de intervenção auditiva e de linguagem em escolares, e o segundo foi analisar a eficácia em um curto e médio prazo de uma ação proposta na temática do processamento auditivo central direcionada à equipe pedagógica da escola. Materiais e Métodos: Estudo do tipo descritivo, analítico e intervencionista, de caráter quantitativo e de corte transversal. Inicialmente os escolares passaram por um protocolo de triagem auditiva na escola, avaliação audiológica e comportamental do PAC. Após essas avaliações, os pais foram convidados para participarem dos grupos de estimulação propostos, sendo que foram convidados escolares com e sem diagnostico confirmado de TPAC. O protocolo foi elaborado com 8 sessões de atividades interativas das habilidades auditivas e para cada sessão foi acrescentada uma atividade de linguagem associada. 44 escolares entre 9 a 12 anos, de ambos os sexos, participaram dos grupos, e para a análise comparativa do desempenho pré e pós na avaliação do PAC foram divididos em 4 grupos: Grupo de Estudo 1 (GE1) composto por 9 escolares com dificuldades escolares, TPAC diagnosticado na avaliação inicial, que não passaram pelo programa de treinamento auditivo e foram reavaliados; Grupo de Estudo 2 (GE2) composto por 10 escolares com dificuldades escolares, TPAC diagnosticado na avaliação inicial, que passaram pelo programa de treinamento auditivo e foram reavaliados; Grupo Controle 1(GC1) 15 escolares sem dificuldades escolares e ausência de TPAC, que não passaram pelo programa de treinamento auditivo e foram reavaliados, e o Grupo Controle 2 (GC2), composto por 10 crianças sem dificuldades escolares e ausência de TPAC, que passaram pelo treinamento auditivo e foram reavaliados Paralelo aos grupos, propôs uma ação expositiva dialogada na temática do PAC ao corpo pedagógico e verificou-se a eficácia desta ação por meio de um questionário aplicado em três momentos: prévio a ação, imediatamente após e follow up de 3 meses. Resultados: Os achados demonstraram melhor desempenho nos resultados no momento pós em comparação com o pré. Na intersecção momento de avaliação e os grupos observou-se que GE2 e GC2 demonstraram melhora no desempenho dos testes aplicados pós TA e 9 de 10 sujeitos de GE2 passaram a ser classificados dentro dos padrões de normalidade. Na ação proposta com a equipe pedagógica observou-se aquisição de conhecimento significativo imediatamente após a ação verificada por meio de Q1, porém apesar de maior que Q0 não se manteve em Q2. Conclusão: o protocolo proposto se mostrou eficaz, pois foi capaz de promover melhora no desempenho em habilidades auditivas identificadas como alteradas a partir do diagnóstico do TPAC e da comparação do desempenho pré e pós intervenção. Sobre a ação com a equipe pedagógica, apesar dos resultados apontarem para uma apropriação de conhecimento logo após a ação proposta, os achados evidenciam a necessidade de ações continuadas e aprofundamento das discussões, para que o conhecimento adquirido resulte efetivamente em mudanças de atitudes e condutas no contexto escolar

IDENTIFICAÇÃO DE BIOMARCADORES CIRCULANTES EM PACIENTES COM ESTENOSE DA ARTÉRIA CARÓTIDA INTERNA

Candidato(a): Fabiana dos Santos Oliveira Orientador(a): Iscia Teresinha Lopes Cendes
Mestrado em Fisiopatologia Médica
Apresentação de Defesa Data: 09/06/2020, 14:00 hrs. Local: Sala Verde/Pós Graduação - FCM.
Veja mais / Fechar
Banca avaliadora
Titulares
Iscia Teresinha Lopes Cendes - Presidente
Andrei Carvalho Sposito
Jamary Oliveira Filho
Suplentes
Octávio Marques Pontes Neto
Marcio Luiz Figueredo Balthazar

Resumo


A procura por biomarcadores relacionados a presença da placa aterosclerótica pode auxiliar na identificação de pacientes com um maior risco de sofrer um acidente vascular cerebral. MicroRNAs circulantes são moléculas de RNA não codificante relacionadas à regulação da expressão gênica e que vêm sendo propostos como biomarcadores de diversas doenças. Isso posto, o objetivo principal deste trabalho foi identificar biomarcadores potenciais para a presença da placa aterosclerótica na artéria carótida interna através da análise da expressão diferencial de microRNAs circulantes. Este estudo é composto por uma coorte de 39 pacientes: 5 com estenose grave assintomática, 13 com estenose grave sintomática, 13 com estenose leve assintomática e 8 pacientes que sofreram AVCi e que apresentam estenose leve assintomática. Amostras de microRNA foram extraídas do plasma utilizando o kit mirVanaTM PARISTM e indexadas com o kit QIAseq® miRNA Library. As amostras multiplexadas foram sequenciadas utilizando a plataforma HiSeq 2500 (Illumina, Inc) e os dados obtidos foram analisados com o aplicativo DESeq2. Após diversas comparações entre os grupos de pacientes estudados, encontramos que o miR-508-3p estava hipoexpresso e os miR-4677-3p e miR-4677-5p estavam hiperexpressos em pacientes com estenose grave. Apesar de não existirem trabalhos que explorem a funcionalidade do miR-4677-5p, ambos os miR-508-3p e miR-4677-3p já foram associados à transição epitélio mesenquimal (EMT) ao terem como alvo potencial a proteína ZEB1. Além disso, o miR-508-3p também foi relacionado à proteína LOX, a principal receptora de LDL oxidada. Considerando a relevância do processo EMT e da oxLDL para a progressão e desestabilização da placa aterosclerótica, nossos resultados indicam que além de serem potenciais biomarcadores para a aterosclerose, os mir-508-3p, mir-4677-3p, e mir-4677-5p podem ser potenciais alvos de intervenções terapêuticas no futuro.