CoMAU: tradicional congresso dos estudantes de Medicina da FCM chega à 27ª edição

Enviado por Camila Delmondes em qui, 01/11/2018 - 16:15

Aconteceu na Faculdade de Ciências Médicas (FCM), de 26 a 27 de outubro, o XXVII Congresso Médico Acadêmico da Unicamp (CoMAU). Organizado pelos alunos de graduação do curso de Medicina, o evento anual é destinado a alunos de graduação, pós-graduação, aprimorandos, residentes e demais profissionais de saúde.

Em 2018, o CoMAU teve como temas a obesidade, doenças temidas na atualidade, saúde da criança, dor crônica e morte e contou, também, com workshops sobre habilidades clínicas, ultrassom, suporte básico de vida, manejo de vias aéreas em emergências, traumas e más notícias em emergências obstétricas.

A abertura do congresso aconteceu no dia 26, às 15 horas, no auditório da FCM. Além de mesa de abertura com autoridades da Unicamp os congressistas assistiram a palestra “Uso de drogas na atualidade e suas consequências para o ser humano e a sociedade”, do historiador Leandro Karnal.

“Eu sempre tive o sonho de estudar nessa universidade. Esse é um momento muito importante para mim. A Unicamp é a maior universidade da América Latina e o desafio que propusemos aqui foi o de organizar um congresso que fosse condizente com o tamanho dessa universidade”, disse o Aluno do 3º ano do curso de Medicina da FCM e presidente da Comissão Organizadora do XXVII COMAU, Arthur José Roque Cruz, ao dar as boas-vindas aos congressistas e agradecer a equipe organizadora do evento e as autoridades que compuseram a mesa de abertura.

Em sua fala, o diretor da FCM, Luiz Carlos Zeferino, destacou o papel do Diretório Científico e o Know-how dos estudantes na organização da 27ª edição do CoMAU. “A equipe da faculdade entrou nesse evento como apoio, porque quem de fato pensou e organizou o congresso foram os alunos, através do Diretório Científico e orientação do professor Egberto Turato”, elogiou o diretor.

Zeferino também ressaltou a importância da FCM no cenário nacional. “Sempre ocupamos a primeira posição nos rankings que averiguam a qualidade do ensino. Isso é muito relevante [...] Quando você olha a trajetória da FCM você começa a enxergar o seu potencial a partir de pontos de vistas mais amplos, como das políticas sociais e da formação acadêmica e profissional. Nosso potencial é imenso”, disse o diretor,

“Podemos pensar e sonhar alto. O trabalho de organizar um congresso para 350 participantes é o mesmo para 3 mil ou 5 mil participantes”, disse o reitor da Unicamp, Marcelo Knobel, sobre os esforços da universidade no sentido de angariar recursos e novos espaços para a realização de eventos científicos.

Knobel também elogiou a qualidade dos estudantes de graduação da Unicamp, que se reflete anualmente na grande procura pelo vestibular. “O curso de medicina atingiu a marca de 330 candidatos por vaga no vestibular, já de cara temos  [a partir dessa seletiva] excelentes estudantes”.

Na ocasião de realização do XXVII CoMAU, o reitor da Unicamp leu a carta intitulada “Em defesa da liberdade e da autonomia”, escrita de próprio punho, onde destacou os princípios que norteiam as políticas públicas voltadas ao ensino superior. “Não posso deixar de chamar à atenção sobre o momento atual, crítico e crucial para o país, em que as universidades públicas, em particular vêm sofrendo grandes ataques e ameaças”. Leia o documento na íntegra.

Antes de iniciar a sua palestra sobre o impacto das drogas no indivíduo e na sociedade, o historiador Leandro Karnal agradeceu a oportunidade do convite para participar do CoMAU e, assim como reitor Marcelo Knobel, defendeu o papel da universidade de fomentar e promover o debate.

“Agradeço a ação dos alunos, principalmente, que fizeram com que ainda exista dentro da universidade aquilo que ela mais faz e faz bem, que é o debate plural, contraditório e democrático, que é gérmen, origem e ninho de toda ideia de verdade. Enquanto isso ainda existir, teremos insights fundamentais, então vamos aproveitar esse momento, aproveitar agora”, disse Karnal.

Também fizeram parte da mesa de abertura do XXVII CoMAU o professor do Departamento de Psicologia Médica e Psiquiatria da FCM e orientador do congresso, Egberto Ribeiro Turato; e a coordenadora do curso de graduação em Medicina da FCM, Joana Froes Bragança Bastos.

Mais fotos na página do evento, no Facebook.