Disciplina de geriatria realiza simpósio sobre envelhecimento

Enviado por Edimilson Montalti em qua, 06/11/2019 - 08:34

No dia 1º de novembro, a disciplina de geriatria da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp realizou o I Simpósio de Geriatria da Unicamp – Uma visão de geriatria para o clínico geral. O evento aconteceu no Salão Nobre da FCM. A palestra de abertura foi sobre as principais síndromes geriatrias. O palestrante foi o médico e coordenador da disciplina de geriatria da FCM, André Fattori. De acordo com Fattori, o processo de envelhecimento acarreta o aparecimento de múltiplas doenças que pioram com o avançar da idade.

“Temos duas maneiras de encarar as situações dentro da geriatria. Uma delas é as dificuldades que os idosos vão passar ao longo da vida. Entretanto, o processo de envelhecimento pode ser encarado de uma forma mais leve, mais positiva. Do ponto de vista clínico, nosso objetivo dentro da geriatria é trazer qualidade de vida para quem envelhece e instruir as pessoas sob uma perspectiva positiva sobre o processo de envelhecer”, disse Fattori.

Em se tratando de síndromes geriatrias, alerta, existe uma enormidade de situações e cada uma tem seu processo de cuidado. Por isso, durante o evento, os especialistas da disciplina de geriatria abordaram outros temas, como polifarmácias e latrogenia – reação causada pelo uso de medicamentos –, perda de memória e fragilidade do idoso e os cuidados paliativos na geriatria. Veja aqui como foi a programação do evento. 

O grupo de geriatria da FCM começou em 2007, a partir do ambulatório de medicina interna, a professora Maria Elena Guariento começou o ambulatório de geriatria. Com o tempo, começou a residência médica em geriatria, que passaram a compor parte do corpo clínico do ambulatório de geriatria. “Nosso grupo é enxuto, mas bastante comprometido”, disse Fattori.