Mariana Porto Zambon e Maria Francisca Colella dos Santos recebem prêmios de incentivo à graduação

Enviado por Edimilson Montalti em sex, 24/02/2017 - 14:17

A pediatra Mariana Porto Zambon e a fonoaudióloga Maria Francisca Colella dos Santos receberam, na manhã dessa sexta-feira (24), os prêmios Prof. Dr. Miguel Ignácio Tobar Acosta e Prof. Dr. Gabriel de Oliveira da Silva Porto de incentivo à graduação de Medicina e Fonoaudiologia. Os prêmios são concedidos, anualmente, pela diretoria da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp. A cerimônia de entrega dos prêmios ocorreu durante a reunião da Congregação da FCM.

“Essa premiação é um pequeno gesto de valorização às pessoas que se dedicam de maneira exemplar ao ensino e a formação de alunos e profissionais, que irão mudar a saúde pública do Brasil. Alguns docentes se dedicam de maneira muito mais intensa a isso. Ambas as premiadas são merecedoras desses prêmios”, disse Ivan Felizardo Contrera Toro, diretor da faculdade, durante a homenagem.

Christiane Marques do Couto, coordenadora do curso de graduação em Fonoaudiologia, ressaltou as qualidades que deram à Francisca à indicação ao prêmio que, por coincidência, leva o nome do avô de Mariangela, Gabriel Porto. “Se eu for elencar tudo o que ela fez e faz pelo curso de fonoaudiologia daria para escrever uma tese”, disse Christiane.

O coordenador do curso de graduação em Medicina, Paulo Eduardo Neves Ferreira Velho, agradeceu a presença de Natália Tobar, neta de Miguel Tobar Acosta na mesa de abertura, e lembrou do caráter visionário e inovador que o fundador do Departamento Saúde Coletiva tinha. “Inovação é uma das características de ambas as indicadas e, no caso de Mariana, a dedicação e o envolvimento com o ensino são outras marcas muito presentes”, comentou Paulo.

Francisca agradeceu a concessão do prêmio e disse ser um privilégio recebê-lo das mãos de Mariana, neta de Gabriel Porto. “É gratificante contribuir na trajetória de sucesso do curso e também participar da formação de profissionais que vão atuar na profissão que escolhi, a fonoaudiologia”, disse Francisca.

Mariana não conteve a emoção ao lembrar que Tobar Acosta foi, além de seu professor, seu padrinho de casamento. “Foi uma feliz coincidência esse prêmio. Devo, este prêmio, também ao Departamento de Pediatria, sempre preocupado e envolvido com a graduação. Nossa principal função como professor é deixar os alunos, que já são bons, melhores médicos”, disse Mariana.

Sobre as premiadas

Mariana Porto Zambon possui graduação em Medicina pela Universidade Estadual de Campinas (1985), mestrado em Saúde da Criança e do Adolescente pela Universidade Estadual de Campinas (1997) e doutorado em Ciências Médicas pela Universidade Estadual de Campinas (2002). Atualmente, é professora doutora da Universidade Estadual de Campinas. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Saúde da Criança e do Adolescente, tem experiência em urgência e emergência. Atua, principalmente, nos seguintes temas: obesidade e suas complicações metabólicas, composição corporal e antropometria. É gestora do internato de pediatria e do módulo Atenção Integrada à Saúde da Criança e do Adolescente I. Participa na Comissão de Ensino de Graduação e de Desenvolvimento Curricular da FCM da Unicamp. É responsável pelo Ambulatório de obesidade na criança e no adolescente do HC-Unicamp.

Maria Francisca Colella dos Santos é professora associada do Departamento de Desenvolvimento Humano e Reabilitação da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp. Possui graduação em Fonoaudiologia pela Universidade Federal de São Paulo, mestrado e doutorado em Distúrbios da Comunicação Humana pela Universidade Federal de São Paulo e pós-doutorado pela Unicamp. É docente do curso de Fonoaudiologia da FCM da Unicamp. Foi coordenadora do curso de graduação em Fonoaudiologia no período e julho de 2006 a julho de 2014. Atualmente, é coordenadora e tutora do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Unicamp. É supervisora titular do Programa de Aprimoramento Fonoaudiologia: Saúde Auditiva e professora dos programas de pós-graduação em Saúde da Criança e do Adolescente e Saúde, Interdisciplinaridade e Reabilitação. É orientadora de mestrado e doutorado. Suas linhas de pesquisa são: triagem auditiva neonatal, diagnóstico audiológico infantil e avaliação comportamental e eletrofisiológica do processamento auditivo. É avaliadora de curso de graduação pelo SINAES/INEP. Foi diretora tesoureira da Academia Brasileira de Audiologia no biênio 2011-2013. Em 2014, recebeu o prêmio de reconhecimento à docência, concedido anualmente pela Pró-Reitoria de Graduação (PRG) da Unicamp

Sobre os prêmios

O prêmio Miguel Ignácio Tobar Acosta de incentivo ao ensino de graduação foi criado em 2005 pela diretora da FCM para premiar os professores que se destacaram no ensino. O nome da premiação é uma homenagem ao médico fundador do Departamento de Medicina Preventiva e Social da FCM, Miguel Tobar que, já na década de 70, incentivava os alunos de medicina às atividades “extra-muro”. Inovador, Tobar enxergava os alunos fora da universidade, nas casas dos pacientes. Veja a lista de vencedores das edições anteriores do prêmio Miguel Ignácio Tobar Acosta.

O prêmio Gabriel Oliveira da Silva Porto é uma homenagem ao fundador do Centro de Estudos e Pesquisa em Reabilitação. O prêmio foi instituído em 2011 pela Diretoria da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp, em conjunto com a coordenação do curso de graduação em Fonoaudiologia, com o objetivo de reconhecer a dedicação de um professor do curso de Fonoaudiologia pela sua contribuição ao ensino. Gabriel Porto mobilizou-se pela instalação da faculdade, ajudou a criar e a organizar a disciplina de Otorrinolaringologia, o Departamento de Oftalmo-Otorrinolaringologia e o Cepre. Veja a lista de vencedores das edições anteriores do prêmio Gabriel Oliveira da Silva Porto.