Desenvolvimento Humano e Reabilitação

Departamento de Desenvolvimento Humano e Reabilitação – DDHR

Em 08 de junho de 2001, o Conselho Interdepartamental da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) discute e decide pela criação de uma comissão para estudar a criação de um novo Departamento no âmbito da Faculdade, em razão da proposta de criação do Curso de Graduação em Fonoaudiologia.

Em Portaria de 2001, o então diretor da FCM,  Mario José Abdalla Saad indica uma comissão para estudar o projeto de implantação de um Departamento de fonoaudiologia junto à FCM. A Comissão foi presidida por Paulo Dalgalarrondo.

A Comissão, em seu relatório final, considerou que, a partir do parecer favorável da comissão do Consu que analisou a proposta de criação do curso de fonoaudiologia, as disciplinas oferecidas pelo Cepre deveriam ser alocadas em um Departamento a ser implantado.

Em 30 de novembro de 2011, é aprovada pela Congregação da FCM a implantação do Departamento de Desenvolvimento Humano e Reabilitação. Entretanto, pelo Regimento da Unicamp, para a implantação do Departamento era necessário que houvesse docentes de pelo menos dois níveis da carreira MS. Somente em 2014, após a aprovação das professoras Maria Francisca Colella dos Santos e Lucia Helena Reily em concurso de livre docência, o Departamento pode ser definitivamente implantado.

Em 5 de agosto de 2014, o Conselho Universitário aprovou a implantação do Departamento de Desenvolvimento Humano e Reabilitação (DDHR).  A professora Rita de Cassia Ietto Montilha foi indicada pela diretoria da FCM, por 90 dias, para dar continuidade na coordenação das ações de implantação do Departamento e eleita por voto dos docentes para continuar como chefe do Departamento de Desenvolvimento Humano e Reabilitação. Desde então, o Departamento, tem participado não só com voz, mas também com voto nos Colegiados da FCM (CID e Congregação).

Uma das marcas fortes do Departamento é o incentivo à atuação interdisciplinar, em ensino, pesquisa e extensão. Destaca-se ainda, a característica multiprofissional dos docentes, composta pelas seguintes categorias profissionais: Fonoaudiologia, Linguística, Pedagogia, Psicologia, Serviço Social e Terapia Ocupacional.