Especialistas se reúnem na FCM para debater longevidade e qualidade de vida da população

Enviado por Edimilson Montalti em qua, 23/10/2019 - 16:54

Até quinta-feira (24), a Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp sedia o Geronto Meeting, encontro que reúne o III Simpósio da Rede dos Programas Interdisciplinares sobre Envelhecimento (Reprinte), XI Seminário de Pesquisa em Geriatria e Gerontologia e II Encontro de alunos e ex-alunos do programa de pós-graduação em Gerontologia da FCM. A abertura da programação que teve início na manhã de quarta-feira (23), no Salão Nobre da FCM.

Durante os dois dias de evento, especialistas do Brasil e internacionais abordam temas interdisciplinares nas áreas de longevidade e qualidade de vida de idosos. Serão apresentados, ainda, 80 trabalhos científicos e acontecerão oficinas voltadas especificamente para o público idoso, dentre elas grafite, escrita autobiográfica, nutrição e crescimento pessoal e propósito de vida. Veja aqui a programação completa.

“Existe uma tendência da população em querer saber o que acontece durante o envelhecimento ou o que temos que fazer antes para ter um envelhecimento saudável. Temos forte inserção em pesquisas interinstitucionais e epidemiológicas e somos referência no Brasil”, disse a professora Lúcia Mourão, coordenadora do programa de pós-graduação em Gerontologia da FCM.

A coordenadora geral da pós-graduação da FCM, Cláudia Morelli, destacou que o programa de pós-graduação em Gerontologia é um dos poucos do Brasil com nota 5 da Capes e isso é um orgulho para a faculdade. Ela ressaltou, ainda, que envelhecimento é um tema atual pela longevidade da população brasileira.

“Considero muito importante a participação dos alunos na organização de eventos e essa é uma característica desse programa. Além disso, estamos propagando aquilo que é feito dentro da Universidade. Damos uma devolutiva para a sociedade daquilo que fazemos aqui, com qualidade”, disse Cláudia.

A coordenadora do programa UniverIDADE, Kátia Stankato, participou da mesa de abertura do evento, representando o reitor da Unicamp, Marcelo Knobel. O programa UniverIDADE existe desde 2015 Kátia destacou, durante sua fala, alguns dados atuais:  1.120 alunos idosos a partir de 50 anos participam durante nove meses de 120 oficinas, vivências e palestras dentro da Unicamp.

“Mais que compartilhar experiências e debater a longevidade e qualidade de vida, espero que possamos estreitar nossos laços de parcerias e programar mais eventos e atividades científicas para crescermos dentro do conhecimento e do saber”, pediu Kátia.

A professora e pesquisadora Anita Liberalesso Neri sugeriu também que o programa de pós-graduação em Gerontologia faça um movimento maior de integração entre alunos e professores da Universidade para entender melhor as necessidades desse grupo [UniverIDADE].

“O programa de Gerontologia é marcado por um processo constante de integração, onde reina afeto, histórias e animação. Isso nos rejuvenesce. Vamos fazer mais eventos dessa natureza ao invés de gastarmos dinheiro em cosméticos, que custam tão caro”, disse Anita, que é a professora mais antiga do programa de pós-graduação em Gerontologia e sempre tem o bom humor como característica marcante.