Caminhada, futebol e musculação lideram na preferência dos brasileiros

Enviado por Camila Delmondes em ter, 28/01/2020 - 10:29

A prática de atividade física contribui na prevenção e tratamento de doenças e incapacidades e, realizada no tempo de lazer, além de cuidar de problemas emocionais, também estimula o relacionamento social. Mas, qual é a prática esportiva mais frequente entre os brasileiros?  O gênero, a idade, a raça, a cor da pele ou a renda mensal per capita são fatores que influenciam na escolha da atividade desportiva? As respostas para essas e uma série de outras perguntas foram respondidas por um grupo de pesquisadores da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp, em artigo publicado recentemente na revista internacional Public Library of Science (Plos One). Leia o artigo na íntegra aqui.


O estudo utilizou dados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS-2013), financiada pelo Ministério da Saúde – Brasil.

Após analisar os dados epidemiológicos de 60.202 pessoas, acima dos 18 anos, os pesquisadores verificaram que a caminhada é a principal prática esportiva na população brasileira. Em segundo e terceiro lugar, respectivamente, estão o futebol e a musculação. O estudo também constatou que os fatores socioeconômicos são variantes importantes para a incorporação de tais atividades à rotina de lazer e atividade física da população do país.

“Nosso estudo encontrou grandes desigualdades entre grupos demográficos e socioeconômicos no tipo de atividade física praticada pela população brasileira, enriquecendo nosso entendimento sobre as práticas que são mais ou menos propagadas em cada grupo”, comenta a educadora física e epidemiologista do Centro Colaborador em Análise de Situação de Saúde (CCAS) da FCM, Margareth Guimarães Lima, uma das autoras da pesquisa.

De acordo com a pesquisadora, alguns tipos de exercícios são mais democráticos e não dependem de locais ou aparelhos específicos para sua prática, como a caminhada e a corrida na rua. Já outros podem ser mais caros ou até demandar equipamentos mais sofisticados. O tipo de exercício físico que se pratica também pode ser derivado de fatores culturais.

“O futebol, por exemplo, é um marcador socioeconômico. É a única modalidade de atividade física no lazer com maior prevalência entre os mais pobres e entre os pretos e pardos. A prática desse esporte deve ser encorajada a fim de garantir alguma atividade desse tipo entre os grupos socioeconômicos mais vulneráveis”, argumenta Margareth.

Embora algumas políticas para ampliar o nível de atividade física da população tenham sido implementadas na última década, como as academias ao ar livre e a prática de atividade física nas unidades básicas de saúde, o estudo aponta que elas devam ser frequentemente avaliadas e repensadas.

“A realização de ações constantes de educação para a saúde, assim como a oferta de locais seguros e agradáveis para a prática de atividade física; a revisão e a manutenção das políticas de promoção da atividade física, são importantes estratégias na redução das desigualdades sociais na prática de atividade física”, explica a pesquisadora do CCAS.

Quem pratica o quê

Caminhada
É a modalidade de prática esportiva mais frequente entre os brasileiros acima dos 18 anos de idade.

Futebol
Segundo lugar entre as atividades mais frequentes entre os brasileiros, o futebol é mais frequentemente praticado entre os homens e muitíssimo baixo entre as mulheres.

Apenas quatro em cada 1.000 mulheres brasileiras têm o futebol como prática principal. Fatores culturais e relativos ao preconceito no esporte, privando as meninas de mais uma opção de prática esportiva, podem ajudar a explicar o fenômeno.

Musculação
É a terceira atividade física mais relatada como principal na população brasileira. A adesão entre mulheres e idosos é baixa. A cada mil pessoas, apenas 36 mulheres e nove idosos têm este exercício como principal.

A musculação para estes grupos populacionais pode trazer importantes benefícios considerando sua contribuição em relação ao ganho de massa muscular e óssea, sendo exercícios consideráveis para prevenir e controlar doenças musculoesqueléticas como a osteoporose.

Hidroginástica
Muito comum entre mulheres idosas, a hidroginástica é uma prática de atividade física quase inexistente entre os adolescentes.

Dança
Como principal atividade física, a Dança é quase três vezes mais prevalente entre os ricos.