Projeto Farmácias Vivas é premiado na mostra "Aqui tem SUS 2019", em Brasília

Enviado por Camila Delmondes em ter, 30/07/2019 - 14:17

A implantação de farmácias vivas na Rede Municipal de Saúde de Campinas, pela Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp, recebeu o prêmio de Melhor Experiência Exitosa do SUS (Sudeste) durante a 16ª Mostra Brasil: Aqui tem SUS 2019, realizada em Brasília, no mês de julho, durante o Congresso do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS)

O projeto – que já havia conquistado Menção Honrosa em março deste ano, durante o Congresso dos Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo (COSEMS) – é desenvolvido pelo Grupo de Plantas Medicinais e Fitoterapia (GPMT) do Laboratório de Práticas Alternativas Complementares e Integrativas em Saúde (Lapacis) da FCM, desde 2017.

“Com este prêmio, garantiremos a continuidade das atividades atualmente realizadas nos Centros de Saúde, com a perspectiva de inclusão de novas unidades” afirmou o coordenador do Lapacis, Nelson Filice de Barros.

Até o momento, já foram implantadas Farmácias Vivas em 18 unidades assistenciais. “Oferecemos desde insumos e ferramentas, à capacitações sobre identificação, cultivo, compostagem  e uso seguro de plantas medicinais”, explicou a coordenadora da Liga de Plantas Medicinais e Fitoterápicos da Unicamp e pesquisadora do Lapacis, Renata Cavalcanti Carnevale.

Farmácias Vivas

Instituídas no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) pela Portaria nº 886, de 20 de abril de 2010, as Farmácias Vivas estão relacionadas às boas práticas de cultivo, coleta, processamento, armazenamento, manipulação e uso de plantas medicinais.