Dúvidas frequentes sobre a retomada das atividades presenciais na FCM

Enviado por Camila Delmondes em seg, 19/10/2020 - 10:07

A Diretoria da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) instaurou um Comitê de Crise para discutir a implementação de medidas que visem o retorno seguro e gradual de toda a comunidade, tendo em vista o grau de complexidade das atividades desenvolvidas em todas as áreas, incluindo àquelas realizadas dentro das áreas assistenciais (HC, Caism, Hemocentro, Gastrocento e etc). Veja as perguntas mais freqüentes sobre a retomada das atividades na FCM:

1) Quando voltam as atividades presenciais na FCM?

A partir de 19 de outubro, as atividades presenciais começam a retornar na FCM. Mas, é importante esclarecer que essa retomada será gradual, ou seja, a partir de 19 de outubro, apenas 20% dos servidores retornarão às atividades presenciais. No avançar das semanas, esse percentual irá aumentando gradativamente até o mês de janeiro. Veja o calendário:

19 de outubro
20% de servidores

02 de novembro
40% de servidores

16 de novembro
60% de servidores
25% de alunos de graduação, pós-graduação e extensão
25% das crianças atendidas pelo CECI/DeDIC

30 de novembro
80% de servidores
50% de alunos de graduação, pós-graduação e extensão
50% de crianças atendidas pelo CECI/DeDIC

14 de dezembro
100% de servidores
75% de alunos de graduação, pós-graduação e extensão
75% de crianças atendidas pelo CECI/DeDIC

23 de dezembro a 03 de janeiro
Recesso de fim de ano

04 de janeiro
100% de servidores
100% de alunos de graduação, pós-graduação e extensão
100% de crianças atendidas pelo CECI/DeDIC

2) Como a FCM definirá quais servidores voltarão em cada período?

A FCM criou um Comitê de crise para estudar o retorno gradual das atividades presenciais, priorizando, sobretudo, o esquema de rodízio entre funcionários, docentes e estudantes, no sentido de evitar aglomerações. Todas as medidas, baseadas nas regras definidas pela Reitoria da universidade, são estudadas criteriosamente com as chefias e responsáveis de cada setor e áreas administrativas, como: Comissões de Ensino de Graduação, Comissão de Residência Médica, Diretoria Administrativa, Comissão de Pós-Graduação, dentre outras. As chefias pontuam as necessidades específicas de cada área, discutem escalas e se reportam diretamente ao seu público-alvo final, definindo quais pessoas retornarão às atividades presenciais, em cada uma das datas pré-determinadas no calendário de retorno (acima). Excetuando os indivíduos dos grupos de risco para a Covid-19, e os servidores com filhos em creches, a princípio, todo o público da FCM está apto ao retorno das atividades presenciais, obviamente, sempre respeitando o percentual de retorno definida no calendário. Assim, caso o número de pessoas em cada área supere a quantidade de 20% de servidores prevista para retomar as atividades presenciais no dia 19 de outubro, as chefias optarão pelo rodiziamento de público, oferecendo a possibilidade de continuidade de trabalho remoto, bem como a realização das atividades de ensino online.

3) Como saberei a data exata do meu retorno?

A sua chefia, ou setor responsável, está autorizada a responder diretamente a esse questionamento, tendo em vista que ela está diretamente alinhada com o Comitê de Crise da FCM.

4) Quais são as pessoas do grupo de risco?

Pessoas com idade igual ou superior a 60 anos; portadores de obesidade (IMC>30); miocardiopatias de diferentes etiologias (insuficiência cardíaca, miocardiopatia isquêmica); hipertensão arterial descompensada; pneumopatias graves ou descompensados (asma moderada/grave, enfisema pulmonar e bronquite crônica); imunossupressão; doenças renais crônicas em estágio avançado (graus 3, 4 e 5); diabetes mellitus; doenças cromossômicas associadas a estado de fragilidade imunológica; neoplasia maligna (exceto câncer não-melanótico de pele); doenças hematológicas, incluindo anemia falciforme e talassemia e, gestação; conforme previsto no Guia de Vigilância Epidemiológica de 05-08- 2020 do Ministério da Saúde do Brasil.

5) Sou do grupo de risco. Preciso voltar?

Não. Os indivíduos do grupo de risco estão facultados de voltar às atividades presenciais somente a partir de 4 de janeiro de 2021.

6) Sou do grupo de risco. Não quero voltar agora para as atividades presenciais. Devo apresentar atestado médico?

Não. Pessoas do grupo de risco que não se sintam confortáveis para retornar às atividades presenciais não precisam apresentar atestado. É necessário, no entanto, preencher e entregar a chefia ou setor responsável, o Formulário de Autodeclaração de Saúde. Baixe aqui.

7) Sou do grupo de risco. Não quero voltar agora para as atividades presenciais. No entanto, me sinto desconfortável com a chefia.

Reforçamos. Os indivíduos do grupo de risco estão facultados de voltar às atividades presenciais somente a partir de 4 de janeiro de 2021. Para essas situações, as chefias deverão propor alternativas de trabalho remoto.

8) Sou do grupo de risco. Desejo retornar às atividades presenciais. É possível?

Sim, desde que essa seja a sua vontade expressa por escrito, através de um email enviado à chefia responsável.

9) A FCM oferecerá testes para todas as pessoas que retornarem às atividades presenciais?

A Unicamp testará, através do Cecom, todas as pessoas que retornarem às atividades presenciais, sejam alunos, funcionários e professores.

10) Fui convocado ao retorno das atividades presenciais. Como devo agendar o meu teste?

As chefias de cada área reportam semanalmente à Diretoria da FCM, listas consolidadas das pessoas que deverão ter os testes agendados no Cecom. Nesse momento, o agendamento dos testes é realizado entre unidades, ou seja, é a Direção da FCM quem agenda os testes no Cecom. Assim sendo, caso a sua chefia tenha lhe convocado ao retorno, ela encaminhará o seu nome para que a Diretoria da FCM faça o agendamento do teste no Cecom.

11) Haverá Equipamentos de Proteção Individuação (EPIs) suficientes para toda a comunidade da FCM, incluindo funcionários, alunos e professores?

Sim. As chefias das diversas áreas e setores da FCM estão em alinhamento direto com o Comitê de Crise da FCM para solicitar EPIs (máscaras, luvas e aventais) em quantidades suficientes e de acordo com as suas demandas e especificidades de atuação.

12) Haverá álcool em gel para higienização das mãos?

Sim, lembrando que a FCM já conta com pontos de higienização das mãos com álcool em gel 70%, nos corredores da Faculdade. Reforçaremos e disponibilizaremos outros.

13) Haverá pontos seguros para o descarte de máscaras descartáveis?

Sim, a FCM disponibilizará pontos estratégicos para o descarte seguros de mascaras descartáveis (lixo infectante, saco plástico na cor branca).

14) Como devo me comportar nesse retorno? Haverá orientação sobre uso de máscaras, higienização das mãos e dos equipamentos, distanciamento, dentre outras?

Todas essas orientações serão fornecidas pelas áreas e setores responsáveis em que você atua. A Unicamp publicou, ainda, um hotsite contendo todas essas orientações. Veja aqui. 

13) A Unicamp fará monitoramento de saúde das pessoas que retornarem às atividades presenciais?

Sim. Com o objetivo de aperfeiçoar a vigilância epidemiológica da Covid-19 na Unicamp, todos aqueles que retornarem às atividades presenciais na universidade, obrigatoriamente, deverão baixar e instalar no celular o Aplicativo de Vigilância em Saúde da Unicamp (AVISU). Veja como baixar o aplicativo, aqui

14) Onde posso obter todas as informações sobre a retomada das atividades presenciais na Unicamp e na FCM?

Nesse link você encontra todas as informações sobre a retomada das atividades presenciais na Unicamp e na FCM.

15) Em caso dúvida específica sobre a minha situação de retorno às atividades presenciais na FCM, com quem eu devo falar?

Você pode falar diretamente com a sua chefia ou setor responsável, ou, ainda, enviar um email para diretoria@fcm.unicamp.br