FCM promove evento sobre autismo com 50 especialistas e mais de mil inscritos

Enviado por Edimilson Montalti em sex, 29/03/2019 - 14:27

Evento será no Centro de Convenções da Unicamp. Inscrições estão esgotadas.

De 1 a 5 de abril acontece na Unicamp o Simpósio sobre Transtornos do Espectro do Autismo (TEA). O simpósio celebra o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, comemorado em 2 de abril. Durante cinco dias, 50 especialistas estarão no Centro de Convenções da Unicamp conversando com mais de 1.300 pessoas que se inscreveram para o evento. Não há mais vagas. As inscrições se esgotaram em poucos dias. A programação está dividida por temas para atender familiares, educadores e profissionais da saúde.

Veja aqui a programação completa do evento.

O TEA é um transtorno do neurodesenvolvimento caracterizado por padrões restritos de comportamentos, déficits marcantes na comunicação e interação social, pouca flexibilidade para mudanças de rotina, problemas na percepção sensorial do ambiente, estereotipias e dificuldades para compartilhar emoções. Estima-se que o TEA afete 70 milhões em todo o mundo. No Brasil, a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) estima que uma em cada 160 crianças tenha TEA.

De acordo com Paulo Dalgalarrondo, o transtorno do espectro do autismo surge nos primeiros três anos de idade e afeta o desenvolvimento do cérebro. Isso implica na relação socioafetiva, na dificuldade com a linguagem e em movimentos repetitivos do tronco, das mãos, dos braços e da boca. Junto a tudo isso pode vir a necessidade de manter tudo igual em sua rotina, transtorno conhecido por sameness.

Segundo Eloisa Valler, o diagnóstico do TEA é sempre clínico, baseado na história que os pais vão contar sobre o desenvolvimento da criança e a presença dos sintomas e comportamentos descritos acima. Questionários estruturados são usados para checar a presença desses aspectos que ajudam a fazer o diagnóstico.

Para atender a alta demanda de pessoas interessadas no tema, o simpósio será gravado e, em breve, disponibilizado no canal da FCM no Youtube.