Pesquisa sobre câncer retal ganha prêmio em Congresso de Coloproctologia

Enviado por Edimilson Montalti em qui, 21/06/2018 - 14:10

A pesquisa “Análise clínica e funcional por meio de manometria anorretal em pacientes portadores de câncer retal pré e pós-terapia neoadjuvante”, de Cláudia Luciana Fratta, fisioterapeuta e aluna de pós-graduação da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp, ganhou o prêmio de melhor trabalho apresentado durante o IV Congresso Paulista de Coloproctologia, ocorrido em Campinas no mês de abril.

Veja o certificado do prêmio.

O estudo avaliou os efeitos da radioterapia na função anorretal em 33 portadores de neoplasia de reto. De acordo com a pesquisa, o emprego de terapia neoadjuvante associou-se com redução dos valores de pressão média de repouso e da pressão máxima de contração do canal anal e não está associada a alteração clínicas do grau de incontinência, independente da altura da lesão.

Veja o pôster da pesquisa.

O trabalho foi realizado no Ambulatório Multidisciplinar de Câncer de Reto do Gastrocentro pelo Grupo de Coloproctologia da Disciplina de Moléstias do Aparelho Digestivo do Departamento de Cirurgia da FCM. A orientação foi do professor Cláudio Saddy Rodrigues Coy e a coordenação da pesquisa foi feita pelos professores Carlos Martinez e Daniela Oliveira Magro.

“Apesar do Ambulatório Multidisciplinar de Câncer de Reto ter completado quatro anos desde a sua implantação, este já é o segundo prêmio de destaque nacional conquistado pelo grupo”, revelou Martinez.

Participaram do estudo os seguintes pesquisadores do Grupo de Coloproctologia e do Ambulatório de Câncer de Reto: Felipe Osório da Costa, Lilian Vital Pinheiro, Sandro Nunes Ângelo, Valquíria Bento, Laura Credito, Daniela Mônaco e Natália Sayuri Mukai.