Publicação internacional destaca pioneirismo de pesquisadores brasileiros na investigação da obesidade

Enviado por Camila Delmondes em seg, 03/04/2017 - 16:32

A Revista Diabetes é o principal veículo de divulgação científica da American Diabetes Association (ADA). A publicação traz em seu editorial do mês de abril, comentários de destaque referente ao trabalho pioneiro que vem sendo desenvolvido no Brasil, na identificação da inflamação hipotalâmica como importante mecanismo de desenvolvimento da obesidade. O mérito é dos pesquisadores do Centro de Pesquisa em Obesidade e Comorbidades (OCRC) da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), que conta com diversos cientistas da Unicamp.

“Em 2005, estudos do laboratório do Dr. Licio Velloso [Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp], no Brasil, indicaram que os processos inflamatórios no hipotálamo também são ativados em resposta à obesidade induzida pela dieta e que, se essa sinalização inflamatória é bloqueada, o metabolismo sistêmico da glicose é melhorado”, afirma trecho do editorial.

O editorial também destaca que os estudos dos pesquisadores brasileiros também demonstraram a relação de células do sistema nervoso central [micróglia] na inflamação hipotalâmica, e a associação deste com a obesidade, sugerindo que a inflamação do hipotálamo ocorre muito rapidamente à ingestão de dieta rica em gordura, antes mesmo do ganho de peso substancial do indivíduo.

“Estas observações deram origem à hipótese de que a inflamação hipotalâmica é um processo crítico no início da obesidade e no desenvolvimento de suas complicações secundárias", afirma a publicação, disponível na íntegra aqui.

Sobre o OCRC
O CEPID OCRC reúne especialistas de várias áreas científicas para encontrar soluções para a obesidade e doenças associadas, realiza intervenções variadas para Educação e Difusão do Conhecimento junto a públicos de várias faixas etárias e níveis acadêmicos, dentro ou fora da Unicamp, com ênfase em prevenção de doenças crônicas, apresentando como soluções a escolha de alimentos saudáveis e a prática de atividades físicas regulares.