Laboratório DISAPRE e docentes do Departamento de Neurologia da FCM recebem prêmios internacionais

Enviado por Camila Delmondes em sex, 08/01/2021 - 16:00

Ainda no mês de dezembro, o Laboratório de Distúrbios e Dificuldades de Aprendizagem e Deficit de Atenção (DISAPRE) da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp recebeu o Prêmio Internacional de Eficiência e Grupos de Pesquisa ‘Prof. Dr. Fernando César Capovilla’. O reconhecimento foi realizado durante o Congresso Internacional Brainn Connection Brasil 2020, evento chancelado pelo Projeto Erasmus +, CAP SUR L’ecole Inclusive em Europe.

“Receber esse prêmio mostra a importância de um serviço pioneiro. Fomos o primeiro Laboratório de Pesquisa nesta linha no Brasil e modelo a ser seguido por outros em diversas instituições. Formamos inúmeros profissionais que levam a importância da interdisciplinaridade no atendimento da criança com transtornos de aprendizagem, atenção e outras disfunções do Neurodesenvolvimento”, comentou a docente do Departamento de Neurologia da FCM e coordenadora do DISAPRE, Sylvia Maria Ciasca, que no mesmo evento recebeu o Prêmio Special Tribute 2020, que reconhece as melhores práticas em educação, saúde, ciência, política, religião, lei, proteção e segurança.

“Ambos os prêmios colocam o DISAPRE e a FCM como centros de referência em diagnóstico, o que nos deixa extremamente feliz”, disse Sylvia, ao observar que o reconhecimento internacional vem ao encontro do reconhecimento recebido internamente, no país. “A cartilha do Enem, publicada ontem (7), nos referencia quanto às práticas relacionadas à Dislexia, Transtornos do Déficit de Atenção e Autismo. Esperamos poder contribuir sempre e mostrar que a pesquisa científica correta nos leva a boas práticas”, agradeceu.

Para o chefe do Departamento de Neurologia da FCM, Li Li Min, os prêmios recebidos pelo DISAPRE e pela professora Sylvia Ciasca, conferem selo de qualidade à Unicamp junto a União Europeia, através do Projeto Erasmus +. “Esses prêmios reconhecem a magnitude social e profissional das boas práticas desenvolvidas no mundo, visando o desenvolvimento humano. Estamos muito honrados com esse reconhecimento”, destacou.

Ao lado da neuropediatra e docente aposentada do Departamento de Neurologia da FCM, Maria Valeriana Leme de Moura-Ribeiro, Sylvia Maria Ciasca também recebeu, no mês de dezembro, o título de Professor Honoris Causa da Universidade do Sul da Flórida.

Leia também
Educação e Aprendizagem no Brasil: “Ainda somos os mesmos”, afirma neuropsicóloga da FCM

Livro sobre neurologia infantil traz os avanços científicos da última década para ajudar na conduta clínica