Pesquisa sobre qualidade de vida de pacientes com câncer ganha Prêmio Lopes de Faria

Enviado por Edimilson Montalti em sex, 31/03/2017 - 11:27

A Comissão de Pesquisa da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp entregou, na manhã de sexta-feira (31), durante a reunião da Congregação, o XXII prêmio Lopes de Faria. O prêmio é um estímulo à iniciação científica. Podem concorrer ao prêmio todos os trabalhos apresentados no último Congresso Médico Acadêmico da Unicamp (CoMAU).

O trabalho vencedor foi Avaliação de parâmetros de qualidade de vida e enfrentamento de pacientes oncológicos sob cuidados paliativos na enfermaria do Hospital de Clínicas da Unicamp: Um estudo prospectivo e observacional. A pesquisa foi conduzida pela aluna Lilian Gomes Bastos Fernandes sob a orientação da médica Carmen Silvia Passos Lima, do Departamento de Clínica Médica da FCM.

A menção honrosa ficou para o trabalho Violência: Rota crítica da violência na vida das reeducandas de uma penitenciária feminina no interior do Estado de São Paulo. A pesquisa foi conduzida por Vanessa Cristina Fanger, da PUCamp. A orientação foi de Celene Aparecida Ferrari Audi, também da PUCamp.

Prêmio Lopes de Faria

Concorrem ao prêmio de R$ 4 mil todos os trabalhos inscritos e apresentados no último Congresso Médico Acadêmico da Unicamp (CoMau). Entre quatro e seis trabalhos são selecionados para disputar o prêmio, avaliados e julgados por uma comissão indicada pela Comissão de Pesquisa da FCM. O valor do prêmio é usado para custear a participação em congressos científicos nacionais ou internacionais.

O prêmio “Lopes de Faria” foi instituído em 1995 pela diretoria da FCM e pelo Centro Acadêmico Adolfo Lutz (Caal). O prêmio é uma homenagem ao professor-titular e médico patologista Lopes de Faria, que deu início, em 1965, ao Departamento de Anatomia Patológica da Unicamp e foi diretor da FCM de 1972 a 1976.

Leia também:
XXV edição do CoMAU celebra a interdisciplinaridade e o cuidado ao paciente