Institucional

“FCM – Uma paixão à frente de seu tempo.” 

A Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp é responsável pelos cursos de Medicina, Enfermagem – embora tenha se transformado em Faculdade em 2012, ainda mantém o vínculo com a FCM –, Fonoaudiologia (curso compartilhado com o Instituto de Estudos da Linguagem) e Farmácia (em parceria com Instituto de Biologia, Instituto de Química e Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas).

O corpo docente é constituído por 318 professores, 98% com doutorado. Em seus cursos de graduação estudam, aproximadamente, 1,1 mil alunos: 60% deles em Medicina e os demais distribuídos nos outros cursos.

Dezessete departamentos compõem a faculdade: Anatomia Patológica, Anestesiologia, Cirurgia, Clínica Médica, Desenvolvimento Humano e Reabilitação (em implantação), Enfermagem, Farmacologia, Genética Médica, Medicina Preventiva e Social, Neurologia, Oftalmologia e Otorrinolaringologia, Ortopedia, Patologia Clínica, Pediatria, Psicologia Médica e Psiquiatria, Radiologia, e Tocoginecologia.

Na pós-graduação estudam 1,2 mil estudantes distribuídos em 11 programas. Alguns destes alunos são estrangeiros atraídos pela excelência acadêmica da instituição. Na Residência Médica, a FCM disponibiliza 79 programas credenciados pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC), além de programas complementares em 28 áreas, com cerca de 550 médicos-residentes. Há dois anos criou a Residência Multiprofissional. Em 2012 foram 50 inscritos para o processo seletivo e em 2013 mais de 450 profissionais concorreram às 31 vagas.

Em 2013, foram produzidos mais de mil artigos aprovados para publicação em periódicos nacionais e internacionais. Atualmente, há na FCM 172 linhas de pesquisa e 871 projetos com financiamento em andamento, distribuídos nos 94 laboratórios espalhadores pelo complexo da área da saúde da Unicamp.

Integram esse complexo o Hospital de Clínicas (HC), o Hospital da Mulher “Prof. Dr. José Aristodemo Pinotti” (Caism), o Hospital Estadual de Sumaré (HES), o Hemocentro, o Gastrocentro, Centros de Saúde e seis Ambulatórios Médicos de Especialidades (AME) localizados em diversos municípios paulistas. Juntos, atendem uma população de cinco milhões de pessoas da macrorregião de Campinas.